Grupo Boticário mostra que é possível fazer pesquisas com a preservação da natureza

Grupo Boticário mostra que é possível fazer pesquisas com a preservação da natureza

No último programa, o RIC Rural mostrou uma reportagem especial produzida em um santuário ecológico em Guaraqueçaba, no litoral Norte do Paraná. O local é utilizado para pesquisas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, onde a fauna e a flora são cuidadosamente preservadas.

O santuário fica dentro da reserva natural Salto Morato, com áreas remanescentes da mata atlântica brasileira. São 2.253 hectares com uma grande variedades de espécies de aves, algumas delas ameaçadas de extinção. É uma reserva particular do patrimônio natural. Foi criada em 1994, aberta a uso público em 1996 e o Grupo Boticário atua na conservação e preservação da natureza. “A gente tem por princípio incentivar as pesquisas relacionadas a espécies ameaçadas [e] a fauna e a flora nativas”, diz Bruno Alves, gestor da reserva.

Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza mantém preservação de área de mata atlântica na reserva natural Salto Morato. Várias espécies de aves, algumas delas ameaçadas de extinção, são encontradas no local. – Imagem: Reprodução/RICTV

Com a iniciativa, o Grupo Boticário se mostra comprometido não só com o meio ambiente, mas também com a população no sentido de se responsabilizar também pelo uso dos recursos naturais, com o desenvolvimento sustentável de toda uma indústria. “São várias pesquisas que já foram realizadas aqui. Algumas delas [principalmente] voltadas para espécies bastante ameaçadas na região como Palmito-Juçara [que é fundamental na alimentação de alguns animais] e a Jacutinga”, conta Bruno Alves.

Confira essa reportagem e os outros materiais do RIC Rural no informativo do programa (clique para assistir):

Empreendedorismo Preservação e Pesquisa Bom Negócio Comemorando Dicas na Agricultura Sabor da Terra Participação Musical
Compartilhe